Skip to content

Salão-parceiro: você sabe o que é isso?

salão-parceiro
Salão-parceiro é o termo atribuído à figura das pessoas jurídicas que contratam profissionais autônomos para trabalhar em salões de beleza.

Salão-parceiro é o termo atribuído à figura das pessoas jurídicas que contratam profissionais autônomos para trabalhar em salões de beleza.

Isso porque, desde 2016, a chamada Lei do Salão Parceiro desobriga as contratações, exclusivamente em regime CLT, de profissionais da área da beleza.

Entenda melhor do que se trata o termo salão-parceiro nos próximos tópicos. Continue a leitura do post.

Lei do Salão Parceiro

A chamada Lei do Salão Parceiro desobriga os salões de beleza a contratar profissionais somente com carteira de trabalho assinada.

Trata-se da Lei nº 13.352, de 27 de outubro de 2016, sancionada pelo presidente da república à época, Michel Temer.

Com isso, desde 2016 os salões de beleza podem firmar relação de parceria com profissionais autônomos, como:

  • Cabelereiros;
  • Barbeiros;
  • Esteticistas;
  • Manicures;
  • Depiladores;
  • Maquiadores.

Ou seja, a lei permite contratar profissionais da área da beleza sob regime de pessoa jurídica, remunerados por meio de comissão ou de salário fixo.

Sendo de responsabilidade do salão-parceiro assumir as obrigações de ordem jurídica, contábil, fiscal, trabalhista e previdenciária relativas às suas atividades econômicas.

O profissional-parceiro

No texto da Lei do Salão Parceiro, a figura do profissional-parceiro pode ser constituída em forma de:

  • MEI – Microempreendedor Individual;
  • ME – Microempresa; e/ou
  • Pequeno empresário.

Portanto, não se trata de um contrato de trabalho com vínculo empregatício, mas sim de uma relação de cooperação e parceria com fins lucrativos.

No entanto, tal regime de parceria garante ao profissional-parceiro o direito à seguridade da Previdência Social.

Para isso, o salão-parceiro fica obrigado a recolher os impostos, os tributos e os encargos e contribuições sociais e previdenciárias do profissional-parceiro.

As vantagens da Lei do Salão Parceiro

Sendo a Lei do Salão Parceiro o reconhecimento e a legalização de uma modalidade de trabalho há muito tempo praticada nos salões de beleza, o setor inteiro é beneficiado.

Com isso, cerca de 2 milhões de profissionais do setor podem trabalhar sem correr o risco de infringir as leis do trabalho.

Conforme o entendimento do Ministro Nunes Marques, tanto os trabalhadores quanto os empregadores têm o direito de escolher como exercer os seus ofícios.

Dessa forma, a lei funciona como um mecanismo de incentivo para o crescimento do emprego, além de evitar que o desemprego aumente.

Tais condições de trabalho permitem uma melhor adaptação do setor para atender as demandas do mercado, que dependendo da época do ano, são bem maiores.

Além disso, com a Lei do Salão Parceiro mais mulheres podem ser inseridas no mercado de trabalho, tendo em vista a sua disponibilidade de tempo.

Nesse sentido, as donas de casa, as mães com crianças pequenas e as mães solteiras, podem ter uma fonte de renda no seu tempo livre.

Portanto, a lei é considerada um avanço, por incentivar o empreendedorismo, ao mesmo tempo que oferece segurança jurídica para ambas as partes.

Conclusão

Por fim, a Lei do Salão Parceiro é uma excelente alternativa econômica para profissionais que precisam de autonomia para trabalhar.

Contudo, que também não podem abrir mão do seu direito à aposentadoria e à seguridade previdenciária.

Para conhecer todos os benefícios do salão-parceiro, clique aqui e fale com a gente. Para a Ardon Contabilidade Consultiva, é sempre um prazer atender você.

Classifique nosso post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Apuração de impostos: o que é?

Apuração de impostos: o que é?

Apuração de impostos é uma das principais atividades de qualquer empreendedor que preza por manter em dias as obrigações da sua empresa. Além disso, ela

Como abrir um societário?

Como abrir um societário?

Abrir um societário já foi ou ainda é o desejo de muitos empresários que se vêem sobrecarregados com as responsabilidades e gastos de uma empresa.

FGTS Digital: o que muda?

FGTS Digital: o que muda?

O ano de 2024 começou a pouco, mas já traz o FGTS Digital que é uma grande mudança para empresas com colaboradores. Por isso, com

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
A data de entrega da DASN-SIMEI é sempre até o…
Quer trocar de contador?