Skip to content

Como é cobrado o IRPJ?

IRPJ
A cobrança do IRPJ varia de acordo com o regime tributário a que a empresa pertence, considerando que as alíquotas são progressivas conforme a margem de lucro.

A cobrança do IRPJ vai variar de acordo com o regime tributário a que a empresa pertence, considerando que as alíquotas são progressivas conforme a margem de lucro.

Sendo a incidência do IRPJ sobre os resultados obtidos aplicáveis a todas as pessoas jurídicas, exceto aquelas que são optantes pelo Simples Nacional, além de outras exceções constantes na lei.

Nesse contexto, para fazer o pagamento do imposto, é necessário emitir a guia DARF – Documento de Arrecadação de Receitas Federais, visto que este é arrecadado pelo governo federal.

Este assunto é do seu interesse? Se sim, continue a leitura deste post para saber mais. Aproveite.

IRPJ no Simples Nacional

A cobrança do IRPJ para empresas que são optantes pelo Simples Nacional, já tem seu valor embutido na guia do DAS – Documento de Arrecadação do Simples Nacional.

Sendo por esse motivo que as pessoas jurídicas pertencentes a este regime tributário não precisam pagar a guia DARF, e nem fazer a declaração do imposto de renda PJ.

Apesar disso, empresas optantes pelo Simples Nacional também têm suas obrigações tributárias principais e acessórias para cumprir, conforme a lei vigente.

IRPJ no Lucro Real

O IRPJ incidente para empresas pertencentes ao regime de tributação do Lucro Real, se aplica aos valores reais dos resultados obtidos.

Neste caso, a lei determina a aplicação de 15% de alíquota sobre faturamentos máximos de R$ 20.000,00 por mês.

Além disso, nos casos em que o faturamento ultrapassar este teto, também será obrigatório aplicar a alíquota adicional de 10% sobre o valor excedido.

Dessa forma, o pagamento da DARF pode ser feito a cada trimestre, ou a cada ano, porém, em condições especiais, poderá ser recolhido mensalmente ou por evento.

IRPJ no Lucro Presumido

No regime de tributação do Lucro Presumido, a cobrança do IRPJ é feita com base na presunção de um percentual sobre o lucro.

Para isso, o governo estipulou as alíquotas aplicáveis sobre o faturamento, variando entre 1,6% a 32%.

Com base nisso, a cada trimestre as empresas do Lucro Presumido devem deduzir das suas receitas operacionais, a taxa de 15% para fins de apuração do IRPJ.

IRPJ no Lucro Arbitrado

O Lucro Arbitrado é um regime especial de tributação e se aplica aos casos em que a empresa não atende às exigências impostas ao seu sistema tributário próprio.

Com isso, levando a autoridade tributária fazer a apuração do IRPJ, para isso, aplicando a alíquota de 15% sobre o lucro arbitrado em referência.

Sendo que, quando tais valores ultrapassarem o teto, estipulado em R$ 60.000,00 por trimestre, será acrescida a taxa de 10%.

Declaração do IRPJ

Além do pagamento das guias DARFs, nos casos em que se aplica, as empresas também ficam obrigadas a fazer a declaração do imposto de renda PJ, a cada ano.

Para isso, sendo necessário transmitir a ECF – Escrituração Contábil Fiscal à Receita Federal, por meio do SPED – Sistema Público de Escrituração Digital.

Portanto, também sendo necessário acompanhar o calendário-fiscal emitido pela Receita Federal, a cada ano, pois as datas podem ser alteradas conforme o interesse público.

Está com dúvidas para enviar o IRPJ da sua empresa? Não fique, clique aqui e solicite ajuda para os especialistas da Ardon Contabilidade Consultiva.

É sempre um prazer ajudar a quem precisa.

Classifique nosso post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Apuração de impostos: o que é?

Apuração de impostos: o que é?

Apuração de impostos é uma das principais atividades de qualquer empreendedor que preza por manter em dias as obrigações da sua empresa. Além disso, ela

Como abrir um societário?

Como abrir um societário?

Abrir um societário já foi ou ainda é o desejo de muitos empresários que se vêem sobrecarregados com as responsabilidades e gastos de uma empresa.

FGTS Digital: o que muda?

FGTS Digital: o que muda?

O ano de 2024 começou a pouco, mas já traz o FGTS Digital que é uma grande mudança para empresas com colaboradores. Por isso, com

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
O imposto de renda para salão de beleza deve ser…
Quer trocar de contador?