Skip to content

Qual o regime tributário para psicólogos?

Qual o regime tributário para psicólogos
Muitas delas ainda ficam em dúvida de qual o regime tributário para psicólogos receber o seu CNPJ.

Muitas delas ainda ficam em dúvida de qual o regime tributário para psicólogos receber o seu CNPJ. O psicólogo é um profissional que atua em um atividade intelectual analisando e estudando comportamentos e funções mentais de outros indivíduos.

O mais importante de tudo é saber que um psicólogo não pode ser MEI, pois essa atividade não está na lista de atividades permitidas para essa categoria. Sendo assim, resta a esses profissionais escolherem entre o Lucro Real, Presumido ou até mesmo o Simples Nacional.

Não escolha de forma aleatória o regime da sua empresa. Por isso, separamos um artigo que menciona a tributação de cada um desses regimes. Quer saber mais sobre o assunto? Então acompanhe mais uma leitura aqui no blog da Ardon!

Saiba mais sobre as opções de tributação no regime tributário para psicólogos

A seguir, separamos as opções para que você entenda qual o regime tributário para psicólogos que atende ao seu faturamento e porte de empresa. Saiba mais!

Simples Nacional

 Neste regime, é possível unificar o pagamento de impostos em uma única guia, simplificando consideravelmente os controles e reduzindo a necessidade de lidar com diversas legislações.

Empresas optantes pelo Simples Nacional, especialmente no anexo III, podem ter uma tributação de 6% sobre o faturamento, desde que a receita acumulada nos últimos 12 meses seja inferior. 

Contudo, é essencial manter uma relação de folha de salários igual ou superior a 28% do faturamento para evitar o enquadramento no anexo V, que é mais oneroso.

Apesar do nome “Simples Nacional”, este regime possui várias faixas de tributação e regras, o que implica que a empresa pode enfrentar alíquotas diferentes sobre suas receitas mensalmente.

Lucro Presumido

No Lucro Presumido, os tributos são pagos separadamente, com destaque para os tributos federais IRPJ e CSLL. Esses impostos são apurados trimestralmente, utilizando a receita do período e aplicando uma presunção para encontrar a base de cálculo.

A legislação estabelece percentuais de presunção diferentes conforme a atividade desempenhada. No caso da psicologia, a presunção utilizada para calcular a base é de 32% tanto para a CSLL quanto para o IRPJ.

Com o IRPJ, a alíquota é de 15%, com um adicional de 10% em alguns casos. Já na CSLL, a alíquota é de 9% após a identificação da base de cálculo.

Além disso, são devidos o PIS e a Cofins sobre o faturamento, bem como o ISS, um imposto municipal, que varia entre 2% e 5%.

Na tributação pelo Lucro Presumido, a carga varia de 13,33% a 16,33%, dependendo do município, pois a prática da psicologia é considerada uma prestação de serviços sujeita ao ISS.

Para a maioria dos profissionais, tanto o Simples Nacional quanto o Lucro Presumido costumam ser opções mais vantajosas. 

Embora seja possível optar pelo Lucro Real como regime tributário para psicólogo, geralmente não é um regime muito utilizado nesse tipo de atividade.

Precisa de ajuda para definir o qual o regime tributário para psicólogos?

Conte com a Ardon Contabilidade para a abertura e legalização de empresas. Podemos ajudar você na conquista do seu CNPJ em poucos passos e ainda indicar qual o regime tributário para psicólogo que melhor atende às suas necessidades. 

Fale agora mesmo com um dos nossos especialistas!

Classifique nosso post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Apuração de impostos: o que é?

Apuração de impostos: o que é?

Apuração de impostos é uma das principais atividades de qualquer empreendedor que preza por manter em dias as obrigações da sua empresa. Além disso, ela

Como abrir um societário?

Como abrir um societário?

Abrir um societário já foi ou ainda é o desejo de muitos empresários que se vêem sobrecarregados com as responsabilidades e gastos de uma empresa.

FGTS Digital: o que muda?

FGTS Digital: o que muda?

O ano de 2024 começou a pouco, mas já traz o FGTS Digital que é uma grande mudança para empresas com colaboradores. Por isso, com

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
Será que o personal trainer pode ser MEI? Como o…
Quer trocar de contador?