Contas A Pagar E A Receber: O Que São E Para Que Servem?

contas a pagar e a receber

O que são as contas a pagar e a receber e por que mantê-las em rédea curta é uma das mais efetivas soluções para novos negócios?

Deixe de lado o medo das contas a pagar e a receber agora mesmo e garanta uma boa gestão para o seu novo negócio!

Ao abrir um negócio, o empreendedor precisa estar ciente que diversas situações podem acontecer nesse início, e a maioria delas, feliz ou infelizmente, precisarão da sua atenção, e isso é fato.

Contudo, é necessário lembrar que você é um ser humano, e apesar de ter que enfrentar um grande desafio, você não pode esquecer que existem outros a serem superados, caso contrário, eles irão se tornar uma bola de neve — afinal de contas, uma vez que você negligenciar algo, é provável que isso se torne uma pedra no seu sapato no futuro.

Porém, você precisa focar nos problemas que pode resolver, mesmo que um por vez, mas atendendo a todos para que nenhuma consequência ruim atinja o seu negócio.

Portanto, hoje vamos apresentar um verdadeiro desafio para os novos empreendedores: as contas a pagar e a receber.

Sendo assim, fique com a gente até o final deste artigo e descubra o que elas são, para que servem e como evitar que elas sejam um problema para a sua gestão.

E então, vamos lá? Boa leitura!

O que são as contas a pagar e a receber?

As contas a pagar e a receber são o que de fato parecem, em suma, os famosos boletos e os recebimentos.

Apesar de parecer fácil, existem diversas categorias que podem ser analisadas, como as contas e recebimentos fixos do mês, os variáveis, e possíveis gastos de emergência. 

Para que servem as contas a pagar e a receber?

O processo de contas a pagar e a receber é fundamental para o bom funcionamento de um negócio, e quando ele ainda é novo no mercado, realizá-lo de maneira eficiente e “manter a rédea curta” é fundamental para que o seu empreendimento dê os frutos que se espera.

Afinal de contas, uma das maiores dificuldades dos empreendedores de primeira viagem é manter um controle rígido sobre as finanças do novo negócio, uma vez que a falta de experiência faz com que o limite entre os recebimentos da empresa e os próprios fiquem difusos e, consequentemente, seja possível um “afrouxamento” do controle financeiro.

Como manter as contas a pagar e a receber em “rédea curta”?

Para manter todo o seu empreendimento operando a todo vapor, é necessário mais do que apenas a força de vontade: você precisa de aliados de peso.

E nós, da Ardon, somos uma empresa contábil que está sempre buscando o melhor para cada empreendedor, ainda mais os que abriram seus negócios recentemente ou estão pensando em fazê-lo.

Portanto, se você quiser aliados para manter suas contas a pagar e a receber em dia e não deixar que o controle financeiro saia do controle, conte com a gente!

Basta clicar no botão verde que aparece no canto inferior direito da sua tela e falar com um de nossos especialistas agora mesmo!

Classifiquei nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

Qual valor declarar no imposto de renda MEI

Qual valor declarar no imposto de renda MEI?

Existem três situações a considerar para saber qual valor declarar no imposto de renda MEI, visto se tratar dos rendimentos de pessoa física e de pessoa jurídica. Nesse sentido, o MEI poderá ter que entregar a DIRPF – Declaração de

MEI tem que declarar imposto de renda

Quem é MEI tem que declarar imposto de renda?

Quem é MEI deverá declarar imposto de renda se os seus rendimentos ultrapassaram o valor de R$ 28.559,70 no ano de 2021. Segundo a Receita Federal, a entrega da declaração do IRPF é obrigatória para MEIs, visto que são tidos

Declarar aluguel no imposto de renda

Declarar aluguel no imposto de renda: como fazer?

Para declarar aluguel no imposto de renda, o contribuinte precisa se atentar à fonte do recebimento, se é pessoa jurídica ou física. Isso porque essas variáveis interferem na maneira de preencher a declaração do IRPF, além de implicar na forma

imposto de renda prestação de serviço

Como declarar imposto de renda prestação de serviço?

Profissionais liberais e autônomos podem declarar o imposto de renda prestação de serviço referente aos rendimentos recebidos de pessoa jurídica e de pessoa física. Sendo possível, em alguns casos, deduzir despesas provenientes da atividade laboral, e assim, reduzir o valor

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
4 regras para montar uma vitrine atrativa para o seu…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top